“Toda a Violência é o resultado de pessoas que se enganam a si próprias e acreditam que a sua dor deriva de outras pessoas, e que de consequência, essas pessoas merecem ser punidas”

Não sou uma especialista sociopolítica.

Honestamente sou bastante ignorante nesta matéria.

Mas obviamente as guerras que estão a acontecer no mundo e a mais recente, na Ucrânia, tocam-me nas minha profundezas.

Sinto uma profunda tristeza, para as vitimas e para os agressores.

Sinto que há muita dor e sofrimento a pairar para que esses acontecimento ganhem forma.

Desde que descobri o Marshal Rosemberg, pai da Comunicação Não Violenta, o meu olhar sobre as minha vivencias e os acontecimentos fora de mim, ganharam novas perspectivas. Sou apaixonada por seres humanos, eu sei que o que o Putim está a fazer, é facilmente condenável…não vou contribuir por uma onda de odio direcionada para ele.

“Olho por olho, e o mundo acabará cego.”

Gandhi

Vou concentrar-me no que eu posso fazer.

E sinto que a única coisa que eu posso fazer neste momento é o que tenho vindo a fazer na minha jornada de autoconhecimento, de cura: cuidar das minhas sombras, das minha feridas em modo que essas, sendo vistas e estando conscientes, não sejam atiradas contra outras pessoas.

Cada dia procuro tornar-me responsável do que sinto, sem culpar outros para o que estou a viver ou sentir. Faço o possível para reconhecer as minhas necessidades e para as acolher.

Ao assumir a minha responsabilidade e a viver em verdade, estou a educar as minhas filhas e convidar quem está a nossa volta, a fazer o mesmo!

O mundo precisa da consciência de cada um, que cada um cuide de si próprio e as crianças merecem cuidadores que estejam em verdade, capacitados e íntegros. Para viver num mundo cada vez mais consciente, desperto e evoluído.

Qualquer pessoa com a qual nos cruzamos é uma oportunidade para olharmos para nós e carrega a responsabilidade do que levamos para o outro.

O nosso Ser tem um impacto, influencia cada pessoa que encontramos, assim como segundo a teoria do caos, “Um bater de asas de uma borboleta pode provocar um furacão do outro lado do mundo”.

“Um bater de asas de uma borboleta pode provocar um furacão do outro lado do mundo”.

Acredito e confio que se cada um fizer a sua parte cuidando de si próprio e de quem está a sua volta, pode influenciar a vibração energética no mundo inteiro.

Sharing is caring!

Leave a Reply

Your email address will not be published.