Aceitação

Este Natal era previsto eu ir passar o Natal em Itália com a minha família ❤️, já que o ano passado não foi possível por causa das restrições…

Mas a vida tinha outros planos e convida-me mais do que nunca a trabalhar a aceitação e a celebrar .

Aceitação porque por quanto nos possamos planear e gostar de ter tudo “sob controle”, a vida pode trazer-nos sempre algo inesperado, que não podemos controlar, contra o qual não convém lutar porque seria um desperdício de energias…(atenção que não sou pessoa de baixar os braços com facilidade 💪)

A aceitação não é baixar a cabeça, é o resultado de um processo interno e antes de lá chegar há outros sentires que nos habitam:

Negação, que pode ser resumido com “Isto não está a acontecer”

Raiva, pode ser algo dentro de nós que nos faz lutar contra, ou ficamos “enraivecidos” frases como “Porque a mim??” “Eu vou conseguir a mesma”

Tristeza, o momento em que percebo internamente que há uma realidade que me custa, que traz tristeza, porque a realidade não é propriamente o que tinha imaginado, mas estou a enfrenta-la, não escondendo ou mascarando o meu sentir

Negociação, o momento em que começo a pactuar com a nova realidade e procuro encontrar novas soluções a partir daí

E finalmente a Aceitação, que com a consciência dos passos anteriores se torna um rico processo de aprendizagem e um treino de resiliência.

Com ela vem a Celebração, que é a gratidão para ter enraizado uma nova consciência, pela “colheita” de aprendizagens internas, por termo-nos enriquecido em cada parte do processo 🙌✨

Não há um tempo certo por cada etapa, e as vezes, sem saber, ficamos bloqueados numa delas inconscientemente.

Esse processo está continuamente presente nas nossas vidas, desde sempre num luto, ao lidarmos com uma doença, na parentalidade, no fim de um relacionamento…

Convido-vos a tratar os desafios que a vida traz como oportunidades de ir para dentro, para a nossa essência, para a criança que nos habita desde sempre, para trazer consciência ao que nos move e para agir a partir daí e não apenas reagirmos ✨🙌

I’m Enough! // Eu sou suficiente // Io sono abbastanza

Fizeste o teu melhor. 

Por favor para de pensar no que fizeste “mal”, de transportar a culpa, de pensar no que falta para ser a mãe/pai, companheira/o, filha/o ideal, para de pensar que podias ser melhor, que podias não ter gritado, ter perdido a paciência, ter feito melhor, ser melhor, que há algo de errado em ti, ser mais isso ou mais aquilo. Para de passar essa mensagem de insuficiência ao teu corpo, a tua mente, a tua energia. Permite-te ser. Na tua totalidade.

Respira. Para e abraça-te. 

Sejas gentil contigo. 

Tu és suficiente.

Hoje és suficiente.

Estás onde estás, agora. Valoriza todo o caminho que fizeste até aqui, as tuas mudanças, o teu empenho. A partir daqui, com esses novos entendimentos, com essa consciência, uma nova perspetiva, humildade, perdão e compaixão, uma atitude curiosa, um coração aberto, podes criar um novo padrão, novos caminhos.

Hai fatto del tuo meglio.

Per favore smetti di pensare in ció che hai sbagliato, a portarti dietro quel senso di colpa, di insufficienza, di pensare in ció che ti manca per essere la mamma/il papá, compagna/o ideale, smetti di pensare che postresti essere migliore, que avresti potuto non gridare, non aver perso la pazienza, che c’é qualcosa di sbagliato in te, che potresti essere piú cosí o cosá. Smetti di passare questo messaggio di insufficienza al tuo corpo, alla tua mente, alla tua anima, alla tua energia.

Permettiti di essere. Nella tua totalitá.

Respira. Fermati e abbracciati.

Sii gentile com te stesso.

Tu sei abbastanza.

Oggi sei abbastanza.

Sei dove sei, in questo momento. Valorizza tutta la strada che hai fatto per arrivare fino qui, i tuoi cambiamanti, il tuo imepegno, il tuo sforzo.
Iniziando da qui, com questa nuova consapevolezza, con ció che hai imparato dall’esperienza, com una nuova prospettiva, umiltá, perdono e compassione, um atteggiamento curioso, com il cuore aperto, puoi creare um nuovo cammino, con schemi diversi.