Sejas o adulto que precisavas de ter ao teu lado quando era criança.

Se pensares em ti em criança, que tipo de cuidador precisavas de ter ao teu lado?

Sente.

Procura identificar as crenças que limitam essa possibilidade de ir ao encontro das crianças e liberta-te delas.Isso ajuda-te a ganhar uma primeira direção enquanto a parentalidade que práticas…e a como te colocas frente a qualquer criança 🙌💜

“As crianças tem que saber que não são elas que mandam!”

“Uma chapada na hora certa faz milagres”

“Os meus filhos têm que saber que a vida não é um mar de rosas”

“Se não parares imediatamente com isso vais ver o que te acontece”

Etc etc..

Será?

Não será essa uma linguagem que vem das nossas feridas?

Não será uma repetição de padrões inconscientes?

Não serão essas atitudes que vem do medo?

Medo de perder o controle, medo que a situação nos escape da mão.

Todos nós temos direito de ser amados, acolhidos com gentileza, respeitados de igual forma, qualquer idade tenhamos.

Para poder construir relações baseadas no respeito e na colaboração, na compaixão. Hoje abraça-te.

Permite-te abraçar a criança que há em ti que talvez não tenha tido aquele abraço de que tanto precisava naquele momento. Ouve o que ela tem para te dizer.

E sejas. Sejas o adulto do qual tanto precisavas.

O proposito

Às vezes, quando me perguntam o que faço, ainda fico a pensar em como responder…

Não porque não o saiba internamente, mas porque sinto-o tão como um sentido de missão que fica desafiante colocar em palavras.

Há um livro que me ajuda a descrever qual é o sentido da minha missão: “O homem que plantava árvores” de Jean Giono, onde é narrada a história de um homem que dedicou a vida inteira a plantar árvores em terras que nem eram dele, terras ásperas, desertas, para fazer com que a terra ganhasse nova vida. Para que as gerações a seguir pudessem usufruir de terras revigoradas e férteis.

Claro que ele sabia que não iria poder desfrutar da sombra nem dos frutos daquelas árvores…fazia-o para um bem maior.

É aqui que entra o sentido de Missão.

Para mim é claramente deixar o mundo melhor de como o encontramos.

Assim como qualquer sitio, qualquer lugar, qualquer pessoa.

Contribuir, cuidar, semear, fertilizar.

Com dedicação, com persistência, em amor e em verdade.

Quem tem um sentido de missão entende.

É algo que nos ultrapassa.

É algo que dá força, que mesmo passando por alturas bem difíceis, economicamente desafiantes, há uma voz que vem de dentro que nos diz que não podemos desistir ou deixar de acreditar. Porque não é apenas para ti. É para o todo.

Com isso não quero de todo passar a ideia de sacrifício.

Eu ADORO o que faço.

Vibro a dar cursos, formação, palestras ou sessões. Energizo-me. Entusiasmo-me. Todo o meu Ser fica sintonizado numa frequência que vai além de mim. A minha alma regozija-se. É isso que não cabe em palavras…

É aqui que está a diferença entre fazer e ser.

A minha missão é a de ajudar pessoas a reconhecerem e seguir a própria essência, a própria unicidade, a ser gentis com elas mesmas, a libertarem-se das crenças e bloqueios que as condicionaram e limitaram toda a vida, a acreditar nelas próprias e nas suas capacidades, a responsabilizar-se pelas próprias ações e consequências, que confiem nelas próprias.

Sonho preparar terreno fértil para que as crianças tenham suporte para Ser quem elas são e que possam crescer enraizadas, confiantes e empoderadas para cumprir-se para o que vieram cá fazer sem muitos entraves 🙌

Feminino e masculino numa flor

Masculino e feminino

Os jarros são umas das minhas flores favoritas. 

Quando abrandamos o ritmo, podemos contemplar como na natureza há significados e representações de uma sabedoria incrível.

Vejo nessas lindas flores, a representação de uma dinâmica tão importante nas nossas vidas em geral, e também na parentalidade. 

Vejo nela representados o feminino e o masculino, não no sentido de mulher e homem, mas na expressão energética, arquetípica deles, o yin e o yang. 

A parte branca da flor, quando aberta é em forma de coração. É a parte mais “acolhedora” da flor, branca, suave, macia ao tacto, tem a forma de um “jarro” em si, como se de um contentor, uma vagina, um útero, se tratasse, que acolhe, abraça, envolve, protege.

A parte do pistilo, de cor amarela forte, a cor e a força do sol. É cónico, duro, diretivo, como se fosse uma seta, uma indicação, um pénis e é como se determinasse, mostrasse um caminho claro, definido, direcionado.

Nós precisamos desses dois lados dentro em nós. 

Precisamos de amar, abraçar, envolver, proteger, quer que seja os nossos filhos, como os nossos sonhos, as nossas paixões, as nossas relações. 

Assim como precisamos de definir as nossas intenções, a direção, de saber quais são os meus limites, o que depende ou não de mim.

Precisamos de cultivar o vinculo, a conexão, a empatia e ao mesmo tempo um limite, uma direção, um foco. Em nos e para com o outro.

O Amor em si, sem intenção, sem direção, é energia sem orientação, sem um caminho ou uma rota. É como uma carta de amor sem morada…

Não estou com isso a dizer que o amor em si não seja benéfico, adequado, apropriado (pois precisamos mesmo de Amor em nós, para connosco, para com o outro, para com os nossos filhos, no mundo!!!)

Apenas estou a refletir como se pode tornar mais frutuoso, fecundo, satisfatório, belo, quando é vivido na expressão feminina e masculina dentro do mesmo ser. 

É isso que me lembra a natureza cada vez que vejo um jarro. 

Lembra-me da importância de olhar para mim, para dentro e na minha tendência em cuidar instintivamente e amorosamente do outro. Lembra-me que o cuidar em si, se eu não estiver centrada, alinhada, inteira e honesta para comigo, vai ficar vago, confuso, coxo, incompleto e com metade do potencial, das possibilidades.

Assim como no exercermos apenas a direção, fica uma expressão dura, fria, despida, pobre de empatia e compaixão.

Somos seres duais e é preciso cultivar o equilíbrio, sem com isso sentir-nos em contradição, mas sim a ver e abraçar os dois pratos da balança e reconhecer a preciosidade que somos sabendo-os integrar isso em nós.

Sharing is caring! Partilhem esse artigo se vos fizer sentido!!! 🙏🏻❤️